Quem não gosta de uma boa massagem? A técnica utiliza para relaxar, também pode ser uma ótima aliada no processo de recuperação, seja para atletas amadores ou profissionais. É uma forma de acelerar a reabilitação dos tecidos do corpo, além de músculos, ligamentos e tendões.

A massagem desportiva é muito usada no futebol, mas também é benéfica para praticantes de outras modalidades, como a corrida. Quem pratica exercícios físicos com frequência sabe que a musculatura precisa de preparação e recuperação, a técnica é reconhecida por ajudar tanto nessa recuperação quanto na preparação para a atividade física.

Na fase de preparação ela ajuda a evitar dores causadas pelo cansaço e deve ser feita com maior intensidade, para despertar a musculatura, aumentando assim a circulação e temperatura local. Já após uma competição, pode auxiliar na regeneração muscular, alongando as fibras dos músculos, eliminando possíveis edemas e toxinas, como o ácido lático, do corpo.

Clique na Imagem para participar

A técnica vem ganhando cada vez mais adeptos. O ideal é que seja realizada uma vez por semana, ou de duas a três nos casos de preparação para uma prova. Ela pode ser realizada tanto por fisioterapeutas quanto por profissionais massagistas, já que devem ser feitas nos pontos estratégicos para surtir o efeito esperado.

 listou-se alguns benefícios que a massagem esportiva traz para você incluí-la na sua rotina. Confira:

1. Melhora a circulação sanguínea e o transporte de oxigênio e nutrientes para os músculos

2. Ajuda a soltar músculos que ficam constantemente contraídos devido ao uso contínuo, fato que pode ocasionar em uma contratura

3. Melhora a mobilidade das articulações

4. Reduz os espasmos musculares

5. Reduz edemas e processos inflamatórios

6. Traz maior conhecimento corporal

7. Tem um efeito relaxante ou estimulante no sistema nervoso central

8. Diminui o tempo de recuperação entre os treinos

9. Ajuda a eliminar as toxinas e resíduos metabólicos.

10. Ajuda a prevenir lesões

Este texto foi escrito por: Carolina Abrantes

Fonte: Webrun

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *